Louvor e Adoração

Não quero me distrair

NÃO QUERO ME DISTRAIR
Por Jorge Russo

Oséias 6:3
"Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor: como a alva será a sua saída; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra".

Se existe algo para o qual a Bíblia chama a nossa atenção é a perseverança. Muitos e muitos textos falam sobre este assunto.

Mas temos que reconhecer que vivemos tempos de Fast food", Banda larga", transportes super-rápidos e tudo acontece vertiginosamente. Da mesma forma a paciência das pessoas fica cada vez menor. O problema para perseverar em nossos tempos, é a quantidade de coisas que nos distraem e nos fazem facilmente desviar do alvo proposto por Deus. Em Lucas Capítulos 9 e 10, Jesus enviou primeiro os doze discípulos e depois os setenta:

Lucas 9: 1 a 4 1) E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios e para curar enfermidades. 2) e enviou-os a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos. 3) E disse-lhes: Nada leveis convosco para o caminho, nem bordões, nem alforje, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais duas vestes.

Lucas 10: 1 e 4
1) E, depois disso, designou o Senhor ainda outros setenta e mandou-os adiante da sua face, de dois em dois, a todas as cidades e lugares aonde ele havia de ir.
4) E não leveis, bolsa, nem alforje, nem sandálias, e a ninguém saudeis pelo caminho.

Parece coincidência, mas na verdade Jesus sabe muito bem quais são as coisas que nos distraem e fazem nossa cabeça. Em outras palavras tanto aos doze quanto aos setenta recomendou-lhes a mesma coisa: Não levem nada que lhes distraia!

A bagagem é algo que nos distrai de tal maneira que facilmente perdemos o rumo. Muitos ministérios criam estruturas gigantescas para poder ter uma autonomia e um poder de ação maior; mas com o tempo essa estrutura começa a ditar as regras, e com tempo esses ministérios precisam trabalhar em prol da estrutura e não o contrario. O que era para nos servir acaba por nos escravizar.

A estrutura criada se torna maior do que o ministério e muitas vezes até maior do que o próprio Senhor nos corações dos ministros. Ela precisa ser alimentada.

Muitos começam com a essência do chamado, mas terminam cedendo e se rendendo às necessidades da estrutura. Jesus conhece, e sempre conheceu o coração do homem, e sabe muito bem que existem coisas que desviam nossa atenção. Ele minimiza o fato de ter poder e autoridade, mas dá maior importância ao chamado supremo: Ganhar os homens para o Reino de Deus!

Ele nos envia a curar os enfermos, mas o mais importante para Ele não é a cura em si, mas a Sua prioridade é a pessoa enferma! Os dons e talentos dados por Ele têm um propósito muito maior do que tornar nossos ministérios bem-sucedidos.

A paixão do Senhor continua sendo o mundo, os homens por quem Ele se deixou moer. A compaixão que Deus tem pelo perdido é maior do que qualquer milagre que o homem possa realizar.

Hoje temos um monte de ministérios surgindo em todas as áreas e denominações. Como se fosse uma moda; todos falam da mesma forma e com os mesmos jargões. Realmente existe um desejo de Deus de se fazer conhecido por esta geração. Mas os ministros começaram a se distrair e se desviar do verdadeiro alvo: o HOMEM.A bagagem se tornou o alvo principal. A ansiedade de montar uma estrutura (com a desculpa de pregar o evangelho), faz com que os ministérios se tornem fúteis e banais. E o fato é que há muita fome e sede de Deus. Mas será que estamos dando o alimento que o povo precisa? Ou estamos mais interessados em vender nossos produtos para alimentar nossa estrutura poderosa?".

Lucas 10
17) E voltaram os setenta possuídos de alegria, dizendo: Senhor, pelo teu nome, até os demônios se nos sujeitam! Disse Jesus:
20) Mas não vos alegreis porque se vos sujeitam os espíritos, alegrai-vos, antes por estar o vosso nome escrito nos céus!

A empolgação pelo fato de termos um ministério poderoso nos distrai. Os discípulos voltaram mais empolgados com o poder que eles tinham do que com povo que estava sendo liberto e curado. Jesus lhes disse que isso não era tão importante quanto a salvação. Ele mesmo havia lhes dado poder e autoridade para curar e expulsar demônios. Mas o objetivo de Deus é o de sempre: Pregar o evangelho a toda criatura. Os dons e talentos que nos são dados têm que ter esse propósito final, esse objetivo, esse alvo. Quantos e quantos ministérios terminaram amargamente, (e digo amargamente pela falta de frutos reais). O problema começa com a busca da fama, depois se agrava quando a fama chega e é preciso sustentá-la. Até se tornar um circulo sem fim; e o objetivo verdadeiro lá se vai.

Conheci tantos crentes que tinham sonhos e chamados para África, China, Índia de uns vinte anos até hoje; e às vezes encontro alguns, e lhes pergunto: E a África? E a Índia?" E invariavelmente eles respondem da mesma maneira: Cara hoje Deus se move de outra maneira: Hoje é G12, hoje é ministério profético, hoje é Clínica disso e daquilo", e por ai vai. Tudo isso é muito bom, Deus tem usado essas metodologias e ministérios; mas eu perguntei sobre o antigo sonho e percebi que essas pessoas se distraíram no meio do caminho e se desviaram do alvo e o objetivo que lhes foi proposto. Nenhuma visão é a única nem a melhor. Existem várias visões e vários tipos de ministérios. Mas sim existe um único propósito, um chamado supremo para a igreja como um todo.Uma visão não pode ser o objetivo final, mas deve ser um meio para atingirmos esse objetivo final: O mundo que é a paixão de Deus.

O fato de Jesus enviar os discípulos sem bagagem nos fala também de simplicidade, desembaraço. A bagagem se torna um fardo difícil de carregar com o passar do tempo não nos deixa voar mais alto.

É como se fosse um lastre.

O apóstolo Paulo em Filipenses 3, fala um pouco dos seus próprios dons e talentos, mas no verso 7 ele disse que reputava tudo isso por perda por Cristo. E no verso 14 diz: prossigo para o alvo, pelo prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus".

Qual é nosso alvo? Qual o objetivo? Qual o chamado?

Se existe algo que esta nos distraindo precisamos urgentemente nos livrar disso. Se existe algum lastre ou bagagem nos impedindo de voar, precisamos nos livrar dele. Você quer a verdadeira chuva de Deus sobre sua vida?

Você quer realmente obedecer e responder ao chamado supremo?

Então: Não se distraia!

Continua...

Paz para seu coração.
Jorge Russo
ministeriotrio@uol.com.br
www.ministeriotrio.com.br

COMENTÁRIOS
Loja Adorando

bannerLoja.png

Conheça os lançamentos em CDs e DVDs de ministros de louvor e adoração nacionais e internacionais que são referenciais para nossa nação e adquira na Loja Adorando.